EOS C500 – estranha de se ver, fácil de aceitar

As câmeras DSLRs estão cada vez mais se aprofundando nas especialidades da fotografia, como foi o caso da câmera da sexta passada (EOS 60Da) que foi desenvolvida para ajudar nas fotografias dos astros. E outra especialidade que essas maravilhas estão se aprofundando é a função vídeo. Elas deixaram de ser câmeras fotográficas profissionais que também filmam para substituir também os equipamentos de vídeo antes considerados profissionais. E essa evolução das funções de vídeo como um todo, incluindo o design da câmera, ajudam nesse processo de adaptação.

eos-c500-em-temnafotografia

É o caso da nova EOS C500, ela é estranha de se ver, mas é fácil de aceitar. Essa maravilha já vem para o marcado com a possibilidade de filmar em 4K (também em 2K) e full HD, podendo também fazer capturas de vídeo em RAW e com frame rate de até 120 fps. Ou seja, a câmera lenta está disponível.

eos-c500-em-temnafotografiaAh, claro, mas preciso avisar que esse tipo de equipamento que estar para ser lançado ainda é para profissionais de cinema. Não tem jeito. Se você acha pesado editar vídeos no seu computador em 1080p, imagine editar um 4 vezes maior (4K)? Se só em passar para o computador as vezes parece ser demorado em 1080p, eu não quero nem pensar no tempo que eu levaria pra passar um arquivo desses. Sem contar em cartões de memória, outras coisinhas e o seu precinho salgadinho previsto para US$ 30 mil.

eos-c500-em-temnafotografia

Mas além de toda essa evolução trazida pela Canon na EOS C500 ainda nesse ano, temos  uma pequena noção de que os vídeos e todos os equipamentos para, ainda vão evoluir muito. Assim como adaptações e aparelhos de TV terão a devida resolução e capacidades para reproduzir os vídeos que editamos (como um simples vídeo de 1080p).